consulta preventiva

A importância da consulta preventiva com o dermatologista

Engana-se quem pensa que o dermatologista trata apenas de problemas estéticos e do rosto. Apesar de fazer isso com primor, o profissional tem um papel importante no tratamento de doenças relacionadas a pele, cabelo, unhas e mucosas. São mais de três mil doenças dermatológicas que afetam a pele de crianças, adultos e idosos.

O dermatologista atua no diagnóstico, na prevenção e no tratamento de doenças, além de orientar sobre cuidados gerais, solucionar problemas estéticos e trabalhar na manutenção da beleza da pele. O profissional também está habilitado a tratar de doenças nas mucosas, como afecções na boca, nos lábios, nas gengivas, na língua e também na área genital.

Dessa forma, para que o seu corpo e sua pele permaneçam saudáveis e com ótima aparência, é fundamental ir ao dermatologista frequentemente. Com visitas regulares, é possível identificar algumas doenças logo no início e iniciar o tratamento adequado.

Quando procurar um dermatologista

O ideal é que a consulta com o dermatologista seja feita pelo menos uma vez por ano. Fora isso, em alguns momentos e situações a consulta pode ser importante.

Cravos e espinhas

Apesar de serem considerados como um problema passageiro, os cravos e as espinhas podem trazer consequências emocionais muito sérias e deixar marcas permanentes, como manchas e cicatrizes.

Pele muito seca ou muito oleosa

O dermatologista vai lhe ajudar a entender se você lida com pele oleosa, seca ou normal e, dessa maneira, indicar produtos e cuidados que você precisa ter com ela para poder melhorar seu visual.

Coceira, vermelhidão e descamação

Essas alterações na pele podem se originar por uma série de fatores, desde uma picada de inseto até dengue e câncer. Além disso, manchas vermelhas que coçam podem indicar alergias ou irritações, como as famosas dermatites ou eczema. Se não forem tratadas corretamente, essas lesões podem formar feridas pelo ato de coçar, abrindo caminho para infecções de pele, pois as unhas carregam bactérias.

Problemas nas unhas

Unhas fracas, quebradiças ou com manchas podem indicar desde uma irritação por contato até uma deficiência nutricional e doenças como micose, anemia, psoríase e problemas na tireoide. Por isso, a qualquer sinal de alteração, agende uma visita ao dermatologista.

Queda de cabelo

É normal perder uma quantidade de cabelo diariamente. Porém, quando a queda é acentuada, ela pode ser uma consequência de outros fatores, como alteração hormonal pós-parto, síndrome metabólica, problemas na tireoide e micose no couro cabeludo. Dependendo da avaliação do dermatologista, o paciente poderá ser encaminhado para outro especialista para tratar a condição que está por trás da perda dos fios.

Marcas no corpo

Quem sofre com marcas no corpo, como estrias e celulite, e quadros de flacidez, sabe da importância do dermatologista no tratamento e nos cuidados dessas condições.

Pintas suspeitas

Ter pintas no corpo é normal, mas algumas, especialmente as de tamanho anormal e que mudam de cor, podem ser sinal de que algo está errado com sua pele. O único profissional que vai dar o diagnóstico certo sobre suas pintas é o dermatologista.

Além disso, qualquer mudança no aspecto ou no comportamento da pele, das unhas, dos cabelos e dos pelos pode passar por uma avaliação do dermatologista, incluindo: lesões com pus (abcessos, foliculite, furúnculos e granuloma piogênico); cistos, lipomas e nódulos; descamação do couro cabeludo (caspa); excesso de pelos (hirsutismo); queloide; verrugas.

Quer saber mais? Clique no banner!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp